Operando isoladamente, organizações singulares têm poucas chances de conduzir uma mudança sistemática necessária para se alcançar uma mudança duradoura na área de ética. No entanto, colectivamente, existe poder considerável para tal. A Coligação para Integridade Organizacional em Moçambique, tem como objectivo estabelecer uma plataforma de acção colectiva para efectuar mudanças significativas na condução dos negócios, através do engajamento de líderes na partilha das melhores práticas, melhorando assim as relações de procurement e dos stakeholders, fortalecendo também o engajamento entre as empresas e o sector público.

Precisamos da sua participação activa

Empresas nacionais e multinacionais são convidadas a juntarem-se as organizações com objectivos comuns na Coligação pela Integridade Organizacional em Moçambique. Quanto maior for o número de organizações que ingressarem nesta plataforma de acção colectiva, maior será o impacto e a influência que a Coligação irá alcançar. Em vez de a sua empresa assumir o risco de enfrentar a corrupção individualmente, a sua participação na Coligação ira fortalecer e capacitar as organizações de modo a permitir, desenvolver e aprimorar a integridade nos negócios. Não existem soluções rápidas. Contudo, é necessário um esforço coordenado, sistemático, multilateral e de longo prazo, e é aí que você e a sua organização são essenciais.

O que faz a Coligação para a Integridade Organizacional?

Este projecto conta com a acção colectiva dos participantes para conscientizar e compartilhar as melhores práticas para promoção da integridade nos negócios e para o fortalecimento da capacidade de gestão da ética. Isso permitirá que as organizações melhorem a integridade e as práticas éticas de negócios em Moçambique. Para alcançar esse objectivo, iremos nos focar em três actividades importantes:

  • Realizar sessões trimestrais de partilha das melhores práticas para desenvolver a capacidade institucional e estabelecer novas normas com base na integridade dos negócios.
  • Treinar e equipar as pessoas com o conhecimento e as habilidades necessárias para incorporar um programa de gestão de ética no seu local de trabalho.
  • Implementar formações em ética e anticorrupção, através de workshopse em formato digital, para pequenas e médias empresas, com ênfase particular para as práticas éticas na cadeia de valor.

A ilustração a seguir resume a abordagem que a Coligação ira adoptar: